COMECE AQUI

GUIA PARA INICIANTES

Viajar com estilo pagando menos requer conhecimento e um pouco de planejamento, mas deixe o conhecimento por nossa conta, basta seguir nossas publicações! O guia abaixo traz algumas informações básicas que esperamos ser útil aos nossos leitores para entenderem melhor as estratégias de empresas aéreas e hoteleiras e com isso tirar vantagem das mesmas.

1. Quando Reservar Passagem e Hotel?

Essa é uma das perguntas que nos fazem frequentemente e a resposta não é tão simples. Sendo assim, vamos por partes:

Passagens Aéreas

Emissão com milhas – Se o plano é viajar com milhas, emita os bilhetes o quanto antes. Normalmente, as companhias aéreas liberam dois assentos por voo em classe executiva e depois, dependendo da ocupação de cada voo, podem ou não liberar mais lugares próximo à data da viagem. Verifique também os dias da semana, de terças a quintas geralmente a disponibilidade é maior, pois o fluxo de pessoas viajando a trabalho é menor. E, se possível, evite os feriados, visto que a procura é maior e se torna bem mais difícil emitir bilhetes prêmio.

Eu, Claudio, planejo as minhas viagens com bastante antecedência, eu reservo os bilhetes entre dez e onze meses antes. Se meus planos mudarem, pago uma multa e os pontos voltam para a minha conta. No entanto, é importante ler as condições tarifárias antes de reservar e cancelar, pois algumas empresas oferecem passagens com número de pontos reduzidos, mas não deixam o passageiro cancelar o bilhete. Não apareceu, perdeu os pontos!

Emissão com dinheiro – Aqui a coisa fica bem mais complexa, pois depende de uma série de fatores, como destino, dia da semana, horário do voo e época da viagem, por exemplo. Agora, uma coisa é certa: reservas feitas uma ou duas semanas antes da viagem vão custar bem mais, pois as companhias “entendem” que esse é o período onde os executivos planejam suas viagens de negócios e por isso cobram mais. Uma pesquisa publicada nos Estados Unidos mostrou que bilhetes internacionais comprados com menos de vinte dias antes da viagem podem custar até 30% mais.

Outra sugestão é monitorar a flutuação de preços na rota que você quer usando sites como o Kayak ou Google Flights. O Kayak, por exemplo, envia alertas para o e-mail cadastrado informando se houve variação de preço no voo que você deseja.

Hotéis

A dinâmica de preços dos hotéis é bem mais fácil de se entender do que a de passagens aéreas. Aqui compartilho com vocês uma sugestão da Michelle.

Normalmente, as principais cadeias de hotéis oferecem descontos para reservas feitas com até 30 dias de antecedência. Assim que você souber para onde vai e a data da viagem, reserve a tarifa flexível mais barata que você encontrar e a partir daí fique de olho em promoções que o hotel possa vir a oferecer.

As promoções podem ir desde descontos na tarifa a café da manhã grátis para reservas feitas no período da promoção. Se uma promoção dessas aparecer, cancele a reserva flexível e faça uma nova que provavelmente será sem direito a cancelamento.

Se até 30 dias antes da viagem nenhuma promoção aparecer, cancele a reserva flexível e faça outra sem direito a cancelamento onde o preço seguramente será menor.

2. Escolha o Melhor Programa de Milhagens

Aéreo

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, você não precisa ser um viajante frequente para ser membro de um programa de milhagens, afinal de contas hoje em dia cartões de crédito podem gerar mais pontos para o usuário do que viagens aéreas propriamente ditas.

No Brasil, existem quatro programas principais: LATAM Fidelidade, Smiles, Amigo e Tudo Azul; contamos, ainda, com o Victoria, que devido à quantidade de voos da TAP para o Brasil, pode ser uma boa opção também. Agora, a qual programa se filiar? De um modo geral, todos os programas têm vantagens e desvantagens e a situação de cada indivíduo irá dizer o que vale mais a pena. Deixaremos aqui apenas alguns pontos que você deve levar em consideração:

a.      Qual o programa de milhagens afiliado ao seu cartão de crédito? Se há mais de um, qual oferece a melhor taxa de transferência de pontos?

b.     Qual programa oferece mais chances de se acumular pontos em compras do dia a dia?

c.      Com qual empresa aérea você voa mais frequentemente?

d.     A qual aliança global cada empresa pertence? Por exemplo a LATAM é parte da Oneworld e a Avianca da StarAlliance.

e.      Quais países você tem interesse em visitar e quais empresas voam para lá ou para a região? As alianças são fundamentais nesse ponto, pois se seu objetivo é, por exemplo, ir para a Ásia, nenhuma empresa brasileira voa para lá. Mas suas parceiras sim.

Enfim, essas são algumas questões básicas que esperamos que os ajudem a pensar nas suas respectivas estratégias para acúmulo de pontos.

Hotéis

Até pouco tempo atrás os programas de fidelização dos hotéis eram ignorados por muita gente. Porém, nos últimos anos, os grupos hoteleiros melhoraram consideravelmente seus programas a fim de atrair mais membros e com isso ganhar sua lealdade. Tais grupos se deram conta que muita gente se sujeita a ficar em locais não tão convenientes em viagens de trabalho a fim de acumular pontos e trocar por diárias grátis em praias famosas ao redor do mundo ou cidades como Londres, Nova Iorque, Lisboa, etc.

Infelizmente no Brasil, não existem muitas opções de programas de fidelização de hotéis que valham a pena, ao menos se o seu objetivo for usar os pontos no exterior. Vou me ater a dois que eu uso com frequência e que tem boa representatividade no Brasil. O grupo francês Accor (dono das marcas Sofitel, Pullman, Mercure, Novotel, Ibis, etc.) é de longe o maior no país, o qual tem o Le Club como seu programa de fidelização, e temos também o grupo britânico IHG (dono das marcas Intercontinental, Holiday Inn, Holiday Inn Express, etc.) e que tem o IHG Rewards Club como seu programa de fidelização. Considere para onde você viaja frequentemente e, a partir daí, escolha o programa mais conveniente.

Agora, quais os principais benefícios dos programas de fidelização dos hotéis? Eles vão de coisas simples, mas importantes, como acesso gratuito à internet aos seus associados até early check-in e late check-out que são uma mão na roda quando realizamos viagens intercontinentais. Além disso, alguns hotéis oferecem acesso gratuito aos seus club lounges – para as categorias superiores de seus programas de fidelidade – e esses lounges oferecem café da manhã e normalmente happy hour no fim do dia.

Se você viaja constantemente a trabalho, sugerimos prestar atenção onde você se hospeda, pois pode estar perdendo uma boa oportunidade de acumular pontos!

3. Considere Aeroportos Alternativos

Voos diretos sempre vão custar mais. Por exemplo um voo da British Airways entre o Rio de Janeiro e Londres seguramente vai ser mais caro que um voo da LATAM, na qual o passageiro terá que voar primeiro do Rio de Janeiro para São Paulo e depois para Londres. Portanto, se você mora no Rio de Janeiro fique sempre de olho nos voos de conexão. Já se você mora em São Paulo, verifique o quanto você poderia economizar se sua viagem começasse no Rio de Janeiro. Talvez a economia venha a compensar, e muito, ir até o Rio de Janeiro primeiro!

O caso acima é apenas um exemplo, mas a ideia vale para qualquer destino. Ou seja, incluir uma conexão no trajeto pode ser bastante vantajoso. Porém, é necessário ressaltar que se você mora em São Paulo e compra um bilhete Rio de Janeiro – São Paulo – Londres, a sua viagem tem que começar no Rio. Se você não cumprir a primeira etapa do voo, o bilhete todo será automaticamente cancelado.

Essa é uma área bastante interessante e que pode gerar economias consideráveis. Caso você queira saber mais, entre em contato conosco no admin@turningleftforless.com.br e nós teremos o maior prazer em responder quaisquer questões que você venha a ter.

4. Fique de Olho nos Melhores Sites de Viagens

Eu sei que não é fácil, pois todos somos muito ocupados, mas recomendamos ficar de olho nos principais sites e fóruns de viagem para se manter atualizado em termos de notícias e promoções. Por isso, mais uma vez, recomendamos assinar o Turning Left for Less Brasil e outros sites de viagens, pois assim você sempre receberá as últimas notícias sobre promoções de passagens aéreas e hotéis.

Um último ponto, se você encontrar uma promoção que atende às suas necessidades leia todas as condições com atenção e se você estiver satisfeito faça a reserva o quanto antes. As melhores oportunidades desaparecem em questão de horas. Não deixe para reservar amanhã uma passagem que você poderia ter reservado hoje!