Lentamente o A340 se Despede das Principais Empresas Aéreas do Mundo – Mas Nunca Foi um Sucesso de Vendas

Lentamente o A340 se Despede das Principais Empresas Aéreas do Mundo - Mas Nunca Foi um Sucesso de Vendas

Quando, nos idos de 1993, o A340 fez a sua estreia no mercado de aviação civil, a sua missão era competir com o B747-400 e o MD-11. Porém, naquela época, já era claro que o projeto não seria um sucesso. Mas mesmo assim a Airbus investiu pesado e deu vida a algumas variações do modelo e com isso tivemos o A340-200/300/500/600.

O fiasco do projeto se explica pela quantidade de aviões vendidos. O A340 vendeu um total de 380 aeronaves. Foram apenas 246 aeronaves nas versões 200 e 300 e as versões 500 e 600 tiveram uma performance ainda pior, pois venderam exatamente 131 aviões.

Só para se colocar as coisas em perspectiva, o A330 em todas as suas variações já recebeu, até o momento, quase 1.500 pedidos de compra. O custo do barril de petróleo e a limitada capacidade de carga são algumas das razões que explicam o pouco interesse das empresas aéreas ao redor do mundo pela família A340.

Eu, como entusiasta, adoro o A340 e vou ficar triste quando ele finalmente se retirar em definitivo da aviação comercial. Além de ser bonito, é bastante confortável para os passageiros. Porém, essas duas razões não pagam as contas de nenhuma empresa aérea.

Empresas Operando o A340

O A340 ainda pode ser visto em algumas empresas aéreas ao redor do mundo. Na América do Sul, a Aerolíneas Argentinas é a única empresa que ainda conta com dois A340 em sua frota.

Já na Europa, o A340 ainda pode ser visto nas cores da Air Belgium, Air France, Edelweiss Air, Iberia, Lufthansa, Scandinavian Airlines e Virgin Atlantic, se olharmos apenas para as principais empresas do continente.

No fim de outubro a TAP, que usou a A340 por muitos anos disse adeus ao último modelo que ainda estava em sua frota. Inclusive, publicaram um vídeo bem interessante no youtube em homenagem à aeronave.

Substituto do A340

De acordo com dados do Planespotters, existem exatos 132 A340 em operação no momento. Mas, à medida que eles são aposentados, quais são os modelos que os estão substituindo?

Para o alívio da Airbus, as empresas estão optando pelos A330 e A350 e a Virgin Atlantic, Iberia e Lufthansa estão aí para provar isso.

Conclusão

Assim como vimos o MD-11 dizer adeus à aviação civil, o A340 está indo para o mesmo caminho. Particularmente no Brasil, hoje a Iberia é a única empresa a opera-lo em São Paulo. Porém, eu acredito que é apenas uma questão de tempo para o A350 tomar o seu lugar.

Eu tive a oportunidade de voar no A340 da TAP, Swiss, Iberia, South African Airways e Lufthansa e vou sentir saudades! 🙁

Lentamente o A340 se Despede das Principais Empresas Aéreas do Mundo - Mas Nunca Foi um Sucesso de Vendas