Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Essa voo foi a continuação da minha viagem de Londres para São Paulo onde o trecho entre Londres (City Airport) e Zurique eu avaliei aqui. Além de estar de volta num voo intercontinental da Swiss depois de um bom tempo, essa seria a minha primeira experiência no B777-300.

Vem comigo ver como foi a viagem! 😉

Detalhes do Voo

  • Rota: Zurique – São Paulo
  • Aeronave: B777-300
  • Poltrona: 16A
  • Horário de Partida: 22:40h
  • Horário de Chegada: 05:30h
  • Duração: 11:50h

Na Swiss é possível reservar gratuitamente os assentos da classe executiva, com exceção das poltronas individuais – apelidados de tronos (veja a foto abaixo). Esses lugares são reservados para os passageiros premium da empresa, os Senators. Se você não tem status Senator e quiser reservar um deles é preciso pagar … e caro! O valor pode chegar a R$780 ou CHF199.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Porém, se esses assentos não forem ocupados por nenhum passageiro com status Senator, o sistema libera a reserva gratuitamente 48h antes da partida! No meu voo para São Paulo, para minha sorte, haviam vários assentos tronos desocupados e eu consegui um, mas não sem um draminha!

Entrei na minha reserva na página da Swiss, fiz a mudança e salvei. Dois minutos depois voltei na página e o meu assento havia mudado para o que eu havia reservado originalmente. Mudei de novo, salvei, saí da página, voltei e mesma coisa. Depois de tentar três vezes eu desisti e liguei para a Swiss e aí deu certo. Portanto, fica a dica, não confie no sistema e ligue para a Swiss já na primeira vez!

Embarque

Eu já vi embarque desorganizado, mas esse foi de deixar qualquer suíço com vergonha! 😀 O conceito de fila simplesmente não existiu e foi um oba oba generalisado. Todo mundo tentando passar pelo controle local de passaportes ao mesmo tempo e depois scanear o cartão de embarque para seguir para a aeronave! Nenhuma prioridade foi respeitada.

Em defesa da Swiss, digo que esse voo em particular foi uma exceção. Normalmente eles organizam os passageiros em filas e embarcam as prioridades primeiro. Por isso, a minha surpresa nesse dia.

Cabine e Assento

A classe executiva do B777-300 é muito parecida com a cabine do A340-300. Os assentos em si são basicamente os mesmos. Se você está viajando sozinho(a) a melhor opção com certeza são os tronos, pois são super privativos.

Eu acho os assentos bem duros e não consigo dormir bem neles, creio que um matress pad faria uma grande diferença! Mas voltando aos assentos tronos, eles têm bastante espaço para você guardar todos os seus objetos pessoais. Na foto acima, você vê um compartimento do lado direito e se você abrir a pequena porta do lado esquerdo terá mais espaço para guardar os seus objetos pessoais.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Assim que cheguei no meu lugar, o cabide – como sempre – já estava lá caso eu quisesse usá-lo. Além disso, já tinha também uma garrafa de água.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Um detalhe que eu acho bem charmoso na Swiss é essa luz do tipo abajur que fica do lado, basicamente sobre a garrafa de água. Mais à frente há ainda uma outra luz de leitura caso você não queira deixar a luz do fundo acesa.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Na foto acima, você vê um outro porta trecos que fica na parte inferior do assento do lado da janela, quase perto da altura dos pés.

Há um outro detalhe dos assentos que eu não fotografei, mas que várias pessoas reclamam. Quando você coloca a poltrona na posição horizontal e se deita para dormir, o espaço para os pés é bem pequeno. Então se você for alto ou “pezudo”, vai ter um pouquinho de dificuldade para se virar durante a noite.

Amenity Kit

Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São PauloO Amenity kit tinha os produtos de sempre. Nada de tirar o fôlego! Na voo de ida para o Brasil eu recebi o amenity kit das fotos e na volta era uma latinha com o logo da Victorinox na tampa. O conteúdo era exatamente o mesmo:

  • Máscara para os olhos
  • Meias vermelhas (adorei – fugiu do padrão)
  • Escova e pasta de dentes
  • Ear plugs
  • Idratante para os lábios

Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Serviço de Bordo

Esse é com certeza o ponto alto da Swiss! As refeições e os vinhos são sempre de boa qualidade – não tem como errar (pelo menos nas minhas experiências com eles).Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Alguns minutos depois de chegar no meu lugar uma das comissárias já me ofereceu o drink de boas vindas. Eu, como sempre, optei pelo champanhe. E na sequência já me foi entregue o menu para o jantar e café da manhã.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O serviço de bordo seguiu o padrão de sempre. Inicialmente ofereceram bebidas, depois a entrada, prato principal e sobremesa. No que diz respeito às bebidas, meu copo esteve sempre cheio, sem que eu tivesse que pedir para completá-lo.

Particularmente no que diz respeito às bebidas tínhamos o seguintes items:

  • Champanhe
  • Dois vinhos brancos
  • Três vinhos tintos

Já em termos de bebidas quentes havia:

  • Campari
  • Bombay Sapphire London Dry Gin
  • Smirnoff Red Label
  • Bacardi White Run

E por útimo cervejas, refrigerantes, suco e água.

Agora falando do jantar, como entrada eu escolhi o prosciutto com molho pesto.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Para o prato principal eu pedi o filé mignon grelhado com molho de cogumelos. Embora a aparência do patro não estava muito boa, a carne estava ótima. Cozida no ponto certo e bem temperada. Além disso a batata gratinada estava excelente.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

E para finalizar eu escolhi a panna cotta de baunilha e limão como sobremesa.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Eu gosto do sistema da Swiss para o café da manhã. Já no começo do voo a tripulação passa com um formulário onde você escolhe o que quer comer no dia seguinte. Isso agiliza o trabalho deles e também te dá uns minutos a mais de sono.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu me diverti com o english breakfast. Veja o potinho com tudo dentro! Ah se um britânico vê isso! 😀Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Entretenimento

Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São PauloNo que se refere ao entretenimento, a tela tem um tamanho bom. Além de ser touch screen (meio lenta no tempo de resposta, para ser sincero), tem também um controle remoto do lado do assento onde é possível operar todo o sistema de entretenimento sem ter que se esticar para tocar a tela.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Falando primeiro sobre os fones de ouvido. Embora eles sejam noise cancelling, não acho que sejam os melhores que existem hoje em dia. No fim das contas eu acabei usando meu próprio fone de ouvido.Classe Executiva da Swiss no B777-300 Entre Zurique e São Paulo

Já no que diz respeito à variedade de música e filmes, para mim estava mais que suficiente. Ouvi uma seleção de músicas durante o jantar (foto acima) e depois assisti um filme que havia sido lançado há pouco tempo e que eu estava querendo ver. É óbvio que a Swiss não tem a variedade que algumas empresas do Oriente Médio oferecem, mas para mim isso não faz diferença.

Conclusão

Como sempre, o serviço oferecido pela Swiss foi consistente e atendeu às minhas expectativas. A classe executiva, considerando os novos assentos que estão chegando ao mercado, está um pouco ultrapassada e uma configuração 1-2-1 na cabine toda seria muito bem vinda, pois daria mais privacidade aos passageiros.

A tripulação era bastante simpática e eficiente e no que diz respeito às refeições estas estavam boas. Talvez um pouquinho mais de capricho na apresentação dos patros causaria uma impressão ainda melhor sobre o serviço.

Clique aqui para ler outros reviews de voo.