A Desfaçatez do TudoAzul

TudoAzul - Trechos Nacionais a Partir de Três Mil Pontos

Quem segue o TLFL Brasil deve ter lido ontem o artigo no qual eu falei da promoção do TudoAzul que está dando até 200% de bônus na compra de pontos. Como nas campanhas anteriores de compras de pontos, a bonificação está bem generosa. Além disso, todos os assinantes dos clubes têm acesso à bonificação máxima, assim como os clientes TudoAzul Diamante, Safira e Topázio. Ótima promoção, não? Mas, continue lendo …  😐

Tabela Dinâmica

Essa campanha teve início no dia 13 de junho e no dia 14, através de um alerta de um de seus leitores, a Beatriz do Milhas e Destinos publicou uma matéria informando que o TudoAzul eliminou a tabela fixa de resgate de passagens com a United, TAP e Copa. Além disso, parece que agora é possível emitir passagens com pontos TudoAzul em outras empresas com as quais a Azul tem acordo de interline.

E como você já deve ter se dado conta, os preços subiram – e muito.  Num dos exemplos que a Beatriz pesquisou, uma viagem em março do ano que vem entre São Paulo e Paris em executiva que normalmente sairia por 190.000 pontos apareceu custando 453.400 pontos.

Desfaçatez

Agora por que o título do artigo ser “A Desfaçatez do TudoAzul”? Primeiro, uma mudança dessa magnitude – que ainda nem conhecemos toda a sua extensão – deveria ser informada a todos os membros do programa com meses de atecedência para dar aos usuários a chance de usar todos os seus pontos pela regra antiga. E claro, nada foi informado e as pessoas começaram a descobrir isso aos poucos.

Segundo, como podem lançar uma campanha de compra de pontos na qual as pessoas vão participar na expectativa de aumentar o saldo de pontos na conta e depois fazer uma emissão ao mesmo tempo que eles estão mudando as regras do programa? É possível inclusive argumentar que não é apenas uma questão de desfaçatez, mas sim de mau caratismo. Uma atitute deplorável do TudoAzul e sem falar na total falta de respeito com seus clientes.

Conclusão

Antes de mais nada, gostaria de me desculpar com algum leitor do TLFL Brasil que tenha comprado pontos TudoAzul depois de ler o artigo que publiquei. Se eu soubesse dessa mudança com certeza eu os teria alertado.

Agora de um modo geral, é impressionante a falta de respeito que os programas de fidelização têm com seus clientes no Brasil. Chega a ser um caso de polícia! Criam promoções e facilidades mil para as pessoas conseguirem mais e mais pontos e fazem propagandas das “maravilhas” de se emitir bilhetes prêmio. Porém, no momento de conceder o benefício, ignoram o direito dos consumidores, mudam regras sem qualquer notificação prévia e claro sempre tornam as emissões em si mais e mais difíceis, seja através do controle do número de assentos disponíveis em cabines premium ou aumentando descaradamente o número de pontos necessários.

Portanto, é fundamental ter objetivos claros quando se acumula pontos (e mesmo assim corre-se o risco de ser pego de surpresa). Poupança de pontos mostra-se cada vez mais um péssimo negócio. O mais seguro é juntar pontos para uma emissão e fazê-la assim que se consiga todos os pontos necessários.