Quero ir para a Ásia em 2020 – Vou com Milhas ou Compro as Passagens?

Quero ir para a Ásia em 2020 - Vou com Milhas ou Compro as Passagens?

Esse artigo é inspirado na pergunta de um de nossos leitores. O cenário é mais ou menos o seguinte: O leitor quer ir para a Ásia em 2020 com a esposa e para isso entrou para um clube de pontos da Multiplus e tem usado um cartão de crédito da Caixa para turbinar os pontos.

A dúvida do leitor é se vale a pena investir em pontos para tentar uma emissão ou simplesmente comprar duas passagens para ele e para a esposa. Vamos dar uma olhada?

Passagens Pagas

Vamos começar olhando quanto custaria um bilhete hoje. Escolhi duas semanas em março de 2020, entre os dias 12 – 26, e fiz uma pesquisa no Google Flights para uma viagem entre São Paulo e Bangkok na Tailândia que é um dos destinos mais populares na Ásia e sempre com preços bons. Como eu não sei se nosso leitor pretende ir de econômica ou executiva, eu pesquisei ambos.

  • Econômica – R$3.733,00 por pessoa voando Swiss
  • Econômica – R$4.028,00 por pessoa voando Qatar Airways
  • Executiva – R$11.473,00 por pessoa voando Ethiopian
  • Executiva – R$14.549,00 por pessoa voando Qatar Airways

Se você opta por comprar as passagens, você tem flexibilidade na data da viagem já que não precisa ficar procurando disponibilidade de assentos para emissão com milhas. Ou seja, viaja quando quiser.

Inclui os exemplos com a Qatar Airways, pois o leitor usa a Multiplus. Assim, ele e a esposa poderiam acumular pontos já que a Qatar e a LATAM são parceiras na Aliança Oneworld. Além disso, ainda é possível ganhar os pontos do cartão de crédito usado para o pagamento da passagens.

Note que os valores acima são para uma pesquisa pontual só para termos uma referência. Caso o objetivo seja comprar as passagens o ideal é criar uma série de alertas no Google Flights usando todas as empresas que operam a partir do Brasil. Crie alertas para classe econômica e executiva e toda vez que houver uma mudança no valor do bilhete o Google Flights te informa. Nesse tutorial aqui eu explico em detalhes como usar o Google Flights.

Além disso, com um bilhete pago é possível fazer uma parada intermediária com a maior parte das empresas que operam no Brasil – leia mais sobre isso nesse artigo. Agora, para ser o mais honesto possível, muitos programas de fidelidade deixam o cliente fazer isso também.

E se o leitor optasse por voar Qatar Airways, também seria possível parar em Doha. Leia mais aqui.Quero ir para a Ásia em 2020 - Vou com Milhas ou Compro as Passagens?

Usando Milhas

Como nosso leitor é membro de um dos clubes Multiplus, vou ignorar todos os outros programas nas análises abaixo. Vamos inicialmente ver quantas milhas seriam necessárias aos valores de hoje para se chegar em Bangkok.

Infelizemente o site da Multiplus não ajuda e eu não consegui simular um voo entre São Paulo e Bangkok e nem mesmo entre qualquer destino na Europa e Bangkok. Tentei várias … repito várias … datas e sempre retorna a mensagem que não há disponibilidade de voos. Mas como as distâncias são mais ou menos as mesmas, vou apenas dobrar a quantidade de milhas.

Classe Econômica

Encontrei passagens com os seguintes valores:

  • São Paulo – Londres – São Paulo: 85.000 pontos Multiplus mais taxas por pessoa
  • Londres – Bangkok – Londres: 85.000 pontos Multiplus mais taxas por pessoa (aqui estou assumindo que o valor seja o mesmo)

Ou seja, para duas pessoas estamos falando de 340,000 pontos mais taxas. Agora conseguir emitir isso na Multiplus não é uma tarefa muito fácil e deve ser feito pelo telefone, pois não dá para emitir o trecho entre Londres e Bangkok no site.

Vale ficar atento(a) às promoções de emissão que a Multiplus costuma fazer. Não seria possível conseguir uma promoção entre Europa e Ásia, mas dá para conseguir bons valores entre Brasil e Europa. Veja um exemplo aqui onde o São Paulo – Londres – São Paulo saiu por 48.000 pontos mais taxas.

Classe Executiva

Para uma emissão em classe executiva a quantidade de milhas aumenta consideravelmente. Veja:

  • São Paulo – Londres – São Paulo: 227.000 pontos Multiplus mais taxas por pessoa
  • Londres – Bangkok – Londres: 227.000 pontos Multiplus mais taxas por pessoa (aqui estou assumindo que o valor seja o mesmo)

Ou seja, para duas pessoas estamos falando de 908,000 pontos mais taxas. No que diz respeito à emissão seria o mesmo perrengue que eu falei acima.

Agora veja bem, minha amiga Beatriz já conseguiu emitir Brasil – Ásia – Brasil em classe executiva por algo em torno de 165.000 milhas (Obrigado Beatriz – minha guru) mais taxas no LifeMiles da Avianca Colômbia. Mas com a derrocada da Avianca Brasil, essa porta meio que se fechou!

Quero ir para a Ásia em 2020 - Vou com Milhas ou Compro as Passagens?

Bangkok

Para finalizar só quero reforçar que os valores acima no que diz respeito ao trecho Europa – Ásia – Europa são hipotéticos, pois não consegui simular nada na página da Multiplus. E claro, se você consegue alguma promoção pontual na Multiplus, a quantidade de milhas cai consideravelmente.

Minha Estratégia Está Correta?

Não tenho muitos detalhes sobre a estratégia de acúmulo de pontos do nosso leitor. Sei o seguinte:

  • O leitor tem um cartão Nanquim
  • O leitor é cliente de um dos clubes de pontos da Multiplus

Cartão de  Crédito

Comecemos pelo cartão de crédito! No que diz respeito ao cartão de crédito, eu acredito que o leitor está agindo da melhor maneira possível, pois o cartão Nanquin da Elo oferece um dos melhores benefícios no que tange o acúmulo de pontos (não estou, em hipótese alguma, discutindo os aspectos financeiros do cartão – que fique claro).

Agora o que seria preciso fazer, se o leitor ainda não o faz, é maximizar as compras com esse cartão e aproveitar todas as promoções de pontos extras que a Multiplus faz com lojas parceiras. Assim como me disse um outro leitor, faça uma lista do que se precisa comprar e fique de olho nas promoções, quando aparecer uma oferta compre o que você estava precisando. Falamos de basicamente todas as promoções de pontos extras aqui no TLFL Brasil. 😉

Clube de Pontos

O leitor tem um dos clubes de pontos da Multiplus. Mas será que é a melhor estratégia?

Claro que há um impacto financeiro, mas na minha opinião seria interessante também ser associado da Livelo. Com isso seria possível beneficiar-se das transferências de pontos bonificadas. Por exemplo, seria possível pegar uma promoção com bônus de 100% e mover os pontos da Livelo para a Multiplus.

Talvez, para minimizar o impacto nas finanças, seria possível assinar um clube de pontos mais barato na Multiplus e outro mais generoso no que diz respeito ao acúmulo de pontos na Livelo.

Quero ir para a Ásia em 2020 - Vou com Milhas ou Compro as Passagens?

Templo Asiático

Conclusão

O leitor me disse que já tem 30.000 pontos na Multiplus e 88.000 no cartão de crédito. Se ele conseguir uma promoção para uma transferência com bônus de 100%, chegaria a um total de 206,000 pontos Multiplus. Ou seja, suficiente para uma pessoa viajar para a Ásia em classe econômica. Mas infelizmente longe do valor necessário para para duas pessoas ou então para a classe executiva.

Assumindo que a viagem seja em econômica, para atingir a meta desejada o leitor terá que dar uma turbinada no acúmulo de pontos ao longo do ano. A não ser que consiga alguma promoção de pontos reduzidos.

Agora a pergunta é a seguinte, valeria a pena comprar uma passagem ou usar as milhas? Bem, para responder essa pergunta seria necessário descobrir o custo médio de cada ponto, multiplicar pelo total de pontos necessários e comparar com um bilhete pago.

Assumindo que os 88.000 pontos do leitor são resultado de compras que ele precisou fazer, “esses pontos vieram tecnicamente de graça”. Já os outros 33.000 têm um custo que seria o valor pago por eles. Porém, no final das contas esse custo seria diluído pelo valor zero dos outros 88.000 mais o bônus de transferência que ele deveria conseguir.

Em suma, uma emissão com milhas é definitivamente mais vantajosa que a compra dos bilhetes. Seja a emissão em econômica ou executiva. A grande dificuldade, na minha opinião é lidar com os sistemas da Multiplus que não facilitam nem um pouco a vida do usuário. E claro, encontrar disponibilidade nas datas que se quer.

E quem tiver experiência em emissões no trecho Europa – Ásia, por favor compartilhe nos comentários, pois assim enriquecemos a discussão e eu farei a atualização dos valores acima.

Bem é isso … acabei escrevendo bem mais do que eu planejeva! 😀